Category Archives: Curumim

17jul/20

Feliz Aniversario, Curumim!

AMIGOS
Fui tomada, hoje, por um sentimento de profunda gratidão ao Plano Espiritual que me facilitou, me sustentou nesse empreendimento humano junto ao Vale do Jequitinhonha.
Como Alma rebelde, precisava de desafios, disciplinas as minhas energias e que as colocassem na direção certa.
Surgiu Maria das Graças que com seu silêncio aplacou minha arrogância, e com sua simplicidade mineira me mostrou o Vale.
E para lá nos dirigimos, eu e meu companheiro de todas as horas, sempre solícito as minhas necessidades e decisões sem questionamentos.
Ao lançar o olhar ao início de tudo percebi o quanto aprendemos com as experiências vividas e as várias oportunidades que foram surgindo nessas três décadas.
Muitos desafios e obstáculos surgiram, mas as mãos fraternas e amorosas do Plano Espiritual sempre nos apontou as direções.
Tivemos e até hoje temos companheiros de Ideal que nos proporcionaram meios materiais para iniciarmos esse Ideal.
GERTRUD FRANZO, comprou os primeiros terrenos do Curumim, RENATA PETRI que construiu o primeiro pavilhão. FUNDAÇÃO ELIJASS GLIKSMANIS que arcou com a ampliação do Curumim e até hoje contribui com as cestas básicas para 100 famílias carentes.
EMPRESA DE TRANSPORTE TNT e DOIS IRMÃOS que levaram as doações por muito tempo gratuitamente, se contar com a ajuda direta da confecção de enxovais para recém nascidos, além de pessoas como médicos, dentistas, e profissionais da área da educação e arte que através das oficinas levaram meios para os jovens e adultos se instruírem .
E a todos aqueles pioneiros que deixaram o conforto de seus lares e se aventuram pelas estradas poeirentas e enlameadas, dormindo em locais improvisados com o mínimo de conforto, mas com o acolhimento e amizade dos moradores.
Vejo o Vale como uma santa escola, onde podemos aprender o desapego, a simplicidade, valorizar nossa vida e nos humanizar, lá se faz o laboratório das emoções permitindo o desabrochar do futuro AMOR que dorme em nós.
Quero agradecer a todos que se lançaram nessa busca de um mundo melhor a começar por nós.
Meu respeito profundo a esse povo sofrido e digno que além de preservarem sua história nos acolheram de braços abertos.
Meus sentimentos profundos aqueles que até hoje continuam incansáveis e firmes no propósito de se reconstruir através da construção do outro.
Nessa experiência de vida um pedacinho do País nos foi entregue, nas próximas reencarnações com certeza estaremos mais fortes e preparados para assumirmos responsabilidades maiores.
SALVE CURUMIM, ÍNDIO PEQUENO E DETERMINADO QUE HOJE ADOLESCENTE ESTÁ MATRICULADO NA SEARA ESPIRITUAL.

por Ieda Garcia

17jul/20

23 anos de Curumim

Ao longo destes anos muitas histórias vividas no Curumim, no Vale

Quanta gente agrega, quantas mãos e quantos corações

Reformulação, reconstrução muita coisa envolvida.

E sempre quando saímos desta terra abençoada

Saímos gratos e felizes pelos momentos vividos.

Ao longo deste anos fizemos amizades queridas

E isso o Viajante levará dentro do seu coração

02jul/20

Teoria x Emoção

Quando nos deparamos com desafios, a primeira reação é buscar a solução, elabora-se aqui, deduz-se ali, compara-se, pesa-se os prós e contras, usa-se o raciocínio lógico e … mágica, tudo resolvido.

Não é bem assim! O Vale nos proporcionou a oportunidade de fazer o laboratório das emoções com as várias situações que surgiram durante as décadas, no confronto com as teorias, encontramos outra realidade até então não conhecida.

O choque cultural é inevitável, os valores mudam, porque as necessidades primárias são outras e então você começa a se alfabetizar e compreender melhor as relações humanas e as teorias caem por terra diante de reações emocionais tão presentes em cada história de vida, cada drama convoca nossos sentimentos e crescemos em humanidade, é difícil descrever a gama de emoções e sentimentos que afloram a todo momento.

Daí a importância de nossos parceiros e companheiros de ideal virem conhecer a região e compartilharem seus conhecimentos e nos ajudarem nesse empreendimento de investir no ser humano independentemente de sua condição social,  racial e doarem-se naquilo que sabem fazer melhor, ganhando experiência de vida e acima de tudo perceberem o quanto possuem, aprendendo a dividir com aqueles que hoje resgatam seus débitos com as leis Universais e merecem nosso respeito.

por Ieda Garcia em 20.07.2016