Category Archives: Textos

06jun/18

A Construção do Individualidade

Como humanidade, somos massa, que se molda quando manipulada pelo poder

Que submete nossa consciência aos porões da Alma,

E nos deixa paralisados e mecanizados,

Seguindo em intermináveis repetições de padrões e crenças

Que foram criadas para nos subjugar.

Tudo o que conhecemos até hoje,

Desde os milhares de milênios passados,

São imaginações de mentes diabólicas que sempre dominaram pelo medo.

Todos os sistemas, não importa o nome que tenha recebido

Levou a humanidade a um entorpecimento tal que é praticamente impossível

Desrespeitar essas consciências de quem verdadeiramente são, e não quem fizeram pensar que são.

Chegamos a um ponto que somos capazes de subornar nossos princípios para pertencer a isso que chamamos de sociedade.

E nesse instante indago: O que sou eu afinal, o que faço aqui, qual a minha função.

O sistema dirá você nasceu para trabalhar até morrer, acumular coisas para depois deixa-las, sofrer com as perdas e gozar de alguns instantes de uma felicidade instantânea e fugaz.

Para onde estamos caminhando afinal ?

Um dia alguém disse construa sua individualidade

E Você dirá o que é isso?

Pelo fato de estarmos prisioneiros da capacidade de pensar não conseguiremos estabelecer metas para iniciar esse despertar.

Será necessário muito tempo, reflexão, vontade e estudo para entendermos esse processo de libertar do jugo da mente coletiva.

Mas, é preciso começar, primeiro se observando.

Você vive para os outros ou para si?

Você sabe o que busca e para quê?

Seus pontos de vista são seus ou opiniões formadas por outros?

E assim se inicia o processo de individuação, o começo de uma nova humanidade composta de indivíduos inteiros.

Psicografia – Fraternidade Maria de Nazaré – médium Ieda Garcia

Em 06.06.18

02jun/18

31a. Noite da Pizza – dia 19/05/2018 – Condomínio Swiss Park

O dia começou cedo lá no Swiss

Trabalhar com aquele cheiro delicioso de molho de tomate apurando.

As equipes estiveram sintonizadas no preparo da festa.

Uma noite de muita alegria em beneficio ao Vale do Jequitinhonha.

Roberto e a equipe de voluntários deram conta do recado com as deliciosas pizzas.

Um ambiente de trabalho e harmonia agregado à organização e bom gosto da Equipe de Moradoras do Swiss Park e trabalhadores da Fraternidade Maria de Nazaré.

A presença especial do Homem de Ferro que trouxe alegria não só para as crianças mas também para os adultos.

As equipes que trabalharam em sintonia e só poderia dar o bom resultado:

Todos num só objetivo o trabalho no bem.

Nossos agradecimentos a todos que prestigiaram o evento com sua presença!

 

 

02jun/18

Abril de 2018, viagem ao Jequitinhonha!

Não só caminhão seguiu para o Jequitinhonha, mas voluntários do ABC Paulista viajaram para o Vale do Jequitinhonha.

Houve muito trabalho no Curumim.

Arrumação das doações para o Bazar da Pechincha e Lojinha no Centro de Convivência Curumim.

Distribuição das cestas básicas às famílias cadastradas. As cestas básicas são doadas pela Fundação Elijass Gliksmanis.

Além disso visitas dos voluntários à zona rural de comunidades próximas a Lelivéldia – MG.

Oficinas de artes e culinária para os Curumins. O objetivo é proporcionar momentos de socialização, auto-estima e também o desenvolvimentos das crianças.

Parabéns aos Amigos trabalharam neste abril e pelas fotos maravilhosas que registraram a realidade dos Amigos do Jequitinhonha.

05abr/17

Um recado de um Serafim

Floresceu a eternidade

Assim como meu coração

No olhar da espiritualidade

Me enchi de comoção

 

Olha lá como vai adiante

Seguindo sem nem pensar

No horizonte do encantamento

Fugindo até do falar

 

Criatura cristalina

Com semblante a abrilhantar

E um sorriso ardente

Queimando só de pensar

 

Na floresta enriquecida

Verde mata a perpetuar

A vida do jovem negro

Que ali estava a observar

 

Se é jovem flor

A espera do sol raiar

Que a chuva enalteça

A alegria de agraciar

 

Com tamanha beleza eterna

A vida alheia e assim

Cantando por virgens matas

 

Sou apenas serafim

Psicografado em 05/04/2017

Tribo Apache

Nas canoas de couro que deslizavam pelos rios e atravessavam matas.

Assim chegamos do Norte Apache fugindo do massacre dos brancos desbravadores que queriam nossa terra, nosso alimento, nossa vida em troca da exploração dos bens, que pertenciam não a nós, mas a Mãe Terra.

Aqui encontramos o povo indígena disperso, desnudo, a maior parte submetida ao 17057c37chicote dos feitores que obedeciam ao Sinhozinho.

Muitas guerras, presenciamos, ao longo do Jequi e a tristeza ao assistir a língua e a cultura se extinguir.

Mas a Providência Divina enviou legionários para unir, fortalecer, reintegrar os povos dispersos.

As várias etnias dispersas e abandonadas voltaram a se agrupar.

Grandes chefes guerreiros, caciques deixaram marcas nesse solo bendito onde renasceram seres com grandes débitos com a humanidade.

Vindos de todo lugar, aqui, passaram por todo tipo de provação com o objetivo claro de se ajustarem com a Grande Lei.

E aqueles que há séculos se instalaram continuam ajudando, orientando, conduzindo a todo aquele que está perdido.

A Grande Tribo estará sempre presente, quando o objetivo for, servir, confortar, minimizar o sofrimento de nossos irmãos.

Salve Curumim e a toda tribo!