Category Archives: Textos

03jun/19

Lucidez

Durante vários milênios, quando a consciência dormia profundamente, a religião com o estado infundiam medo a título de dominação,assim as trevas agiam, no princípio do século passado saindo do período de escuridão da idade média, às consciências começaram a indagar,o porquê de tudo, foi aí que as grandes estruturas de Poder começaram a declinar, foi necessário, então, que as trevas se reorganizassem e encontrassem novos meios de manipulação das massas e hoje eles tem como arma maior os discursos, a humanidade está em crise, vulnerável, carente de consolo, e preste atenção, os maiores líderes religiosos hoje se utilizam desse recurso, porque sabem da nossa fragilidade emocional para nos tocar, só que os acordados precisam ler as entrelinhas, e investigar o que está por trás, o clero, os curadores, os evangélicos, os extras, os pais de santo etc., que exemplos eles conseguem nos dar? Sempre encontraremos o exercício do Poder ligado ao dinheiro, posições, tronos, vícios, sexo etc. essa é a representação máxima das trevas, então, todo cuidado é pouco, não devemos nos enfileirar com esses, que com discursos (coerentes ) nos seduzem para estagnar mais uma vez.

por Ieda Garcia

06jun/18

A Construção do Individualidade

Como humanidade, somos massa, que se molda quando manipulada pelo poder

Que submete nossa consciência aos porões da Alma,

E nos deixa paralisados e mecanizados,

Seguindo em intermináveis repetições de padrões e crenças

Que foram criadas para nos subjugar.

Tudo o que conhecemos até hoje,

Desde os milhares de milênios passados,

São imaginações de mentes diabólicas que sempre dominaram pelo medo.

Todos os sistemas, não importa o nome que tenha recebido

Levou a humanidade a um entorpecimento tal que é praticamente impossível

Desrespeitar essas consciências de quem verdadeiramente são, e não quem fizeram pensar que são.

Chegamos a um ponto que somos capazes de subornar nossos princípios para pertencer a isso que chamamos de sociedade.

E nesse instante indago: O que sou eu afinal, o que faço aqui, qual a minha função.

O sistema dirá você nasceu para trabalhar até morrer, acumular coisas para depois deixa-las, sofrer com as perdas e gozar de alguns instantes de uma felicidade instantânea e fugaz.

Para onde estamos caminhando afinal ?

Um dia alguém disse construa sua individualidade

E Você dirá o que é isso?

Pelo fato de estarmos prisioneiros da capacidade de pensar não conseguiremos estabelecer metas para iniciar esse despertar.

Será necessário muito tempo, reflexão, vontade e estudo para entendermos esse processo de libertar do jugo da mente coletiva.

Mas, é preciso começar, primeiro se observando.

Você vive para os outros ou para si?

Você sabe o que busca e para quê?

Seus pontos de vista são seus ou opiniões formadas por outros?

E assim se inicia o processo de individuação, o começo de uma nova humanidade composta de indivíduos inteiros.

Psicografia – Fraternidade Maria de Nazaré – médium Ieda Garcia

Em 06.06.18

05abr/17

Um recado de um Serafim

Floresceu a eternidade

Assim como meu coração

No olhar da espiritualidade

Me enchi de comoção

 

Olha lá como vai adiante

Seguindo sem nem pensar

No horizonte do encantamento

Fugindo até do falar

 

Criatura cristalina

Com semblante a abrilhantar

E um sorriso ardente

Queimando só de pensar

 

Na floresta enriquecida

Verde mata a perpetuar

A vida do jovem negro

Que ali estava a observar

 

Se é jovem flor

A espera do sol raiar

Que a chuva enalteça

A alegria de agraciar

 

Com tamanha beleza eterna

A vida alheia e assim

Cantando por virgens matas

 

Sou apenas serafim

Psicografado em 05/04/2017

Tribo Apache

Nas canoas de couro que deslizavam pelos rios e atravessavam matas.

Assim chegamos do Norte Apache fugindo do massacre dos brancos desbravadores que queriam nossa terra, nosso alimento, nossa vida em troca da exploração dos bens, que pertenciam não a nós, mas a Mãe Terra.

Aqui encontramos o povo indígena disperso, desnudo, a maior parte submetida ao 17057c37chicote dos feitores que obedeciam ao Sinhozinho.

Muitas guerras, presenciamos, ao longo do Jequi e a tristeza ao assistir a língua e a cultura se extinguir.

Mas a Providência Divina enviou legionários para unir, fortalecer, reintegrar os povos dispersos.

As várias etnias dispersas e abandonadas voltaram a se agrupar.

Grandes chefes guerreiros, caciques deixaram marcas nesse solo bendito onde renasceram seres com grandes débitos com a humanidade.

Vindos de todo lugar, aqui, passaram por todo tipo de provação com o objetivo claro de se ajustarem com a Grande Lei.

E aqueles que há séculos se instalaram continuam ajudando, orientando, conduzindo a todo aquele que está perdido.

A Grande Tribo estará sempre presente, quando o objetivo for, servir, confortar, minimizar o sofrimento de nossos irmãos.

Salve Curumim e a toda tribo!

 

05out/16

Nem tudo

Nem tudo que o vento trás é saudade, alegria.

Nem tudo que brilha é bom.

A vida.

Ahh, a vida.

Ela começa e termina.

E o meio?

Só você que sabe.

Sabe lá o que a vida será.

Será o vento ou o que vem nele? Ele é que sabe.

Uma dádiva, um poema, um amigo, quem sabe?

Nem tudo na vida é discórdia,

Nem toda a vida é tudo.

Eu que o diga, um dia fui e agora voltei, tô aqui sem sentido.

Faz um caminho pra sua vida.

Não desperdice o tudo que tem.

Sem racionalizar, sem se empolgar, equilibra e vai.

Tem muito papel pra escrever tua história.

Usa cada linha e segue…

Psicografia – Márcio Bertezini – 05/10/2016