Category Archives: Textos

28ago/16

Sonho e Realidade

Quando se inicia a caminhada consciente o primeiro desejo é salvar a humanidade.

Depois de algum tempo gastando energia percebe-se que é impossível tal tarefa.

Surgindo, então, o segundo desejo que é salvar o seu país,  logo caindo na desilusão.

Para em seguida salvar a família, façanha incrível,  e o máximo que consegue é a família afastar-se e chantageá-lo.

Seu sonho transforma-se em frustração, e durante algum tempo você cai em depressão.

Para, então, perceber que a cada um cabe a responsabilidade da sua salvação.

E o sonho inicial transforma-se em capacidade de realização pessoal, e ao se tornar um individuo bom,  você estará direta ou indiretamente, “salvando”, primeiro, a si próprio e

com suas atitudes consiga ser exemplo para muitos.

Desfaz-se o sonho infantil para surgir a pessoa presente consciente do seu papel no mundo,

situando-se no contexto em que vive, com realidade e decisão.

Ieda Garcia

27ago/16

Um Vale…

Às vezes, ponho-me a pensar, o  que faço em terras tão distantes da minha terra natal?

Sou peregrina, aventureira, legionária?

Só sei que quando aqui cheguei me apaixonei,

Contemplar o pôr-do-sol, montanhas que desafiam,

Noites silenciosas e mágicas,

Estrelas cadentes, ventos que cantam.

Ao mesmo tempo me comovo com riachos que não choram mais,

Arvores retorcidas de tanto lutar para manter seu lugar,

Chão de  poeira que se levanta e turva a visão,

Animais tristes perambulando, sem nenhum agrado, com  costelas expostas

pois dá até dá pra contar.

Pessoas de olhares distantes, vazios e desencantados …. não há escolha!

Pés descalços, mãos com calosidades, povo sofrido …e tudo isso sem razão.

Meu coração entendeu e resolveu ficar.

O Curumim nasceu num parto difícil e ao mesmo tempo glorioso.

Foram anos de luta, escolhas significativas onde foi necessário renunciar

aos prazeres e convivência familiar em prol do trabalho elegido como meio de me tornar humana.

Sinto-me como um grão de areia nesse oceano cósmico,

Não percebo fronteiras ao olhar para o infinito do terraço da varanda

Sinto-me parte e, creio que as fronteiras ficaram no passado

e  o meu verdadeiro lugar é no Universo….

Bem, por enquanto vou atender o portão… é  alguém e deve precisar de algo…..

por Ieda Garcia

03ago/16

SALVE TERRAQUEOS

Esse cumprimento é Universal, os povos pacíficos se identificam pelo gesto, sentimento e União.

Venho de uma morada distante, hoje presente na transição planetária acompanho meus afins e conterrâneos, com o intuito de levar-lhes a necessidade de acelerarem no processo de ajuste psíquico que será requisito para aqui permanecerem.

As tramas nas quais a maioria terrena se enredou,  lhes impediram de avançarem durante milênios passados, e o atraso consciencial lhes pesa como fardo impedindo sua libertação e prosseguimento na marcha evolutiva.

Somos muitos que nesse ciclo trabalham para a restauração da ordem da justiça da prática do bem.

Amparados e motivados pelo governo planetário somos apenas meros aprendizes nessa grande Universidade Cósmica, colaborando com nossas experiências nas transições de vários mundos, convocando essa humanidade para agir e reagir nesse momento crucial e divisório.

psicografia – Ieda Garcia – 03/08/2016

03ago/16

O DUELO

A luz versus a sombra, até quando essa lista inútil e desgastante vai durar?

Combatemos a nossa própria agressividade nos anulando.

Combatemos o medo nos paralisando.

Punimos o erro com a culpa.

A inveja com a desmotivação.

A decepção com a depressão.

A angústia como pânico.

A raiva com a somatização.

O apego com a punição.

O ódio com o amargor.

A tristeza , consumindo-se.

E assim continuamos numa guerra sem fim,

Onde não há vitoriosos, só derrotados

E a sombra prevalece.

Esquecemos totalmente que a sombra é conseqüência da luz,

Mas escolhemos permanecer na sombra

Como se fosse a inimiga a combater e eliminar.

É possível  viver com a sombra tendo o foco na luz,

É possível aliar-se a sombra e tirar proveito do que ela traz,

É possível conduzir-se para a luz tendo como retaguarda de reforço, a sombra.

Como?  Transformando-a!

Agressividade em decisão

Medo em ação

Erro em correção

A decepção em aceitação

Ódio em doçura

Angústia em compreensão.

A raiva em trabalho e motivação

O apego em entrega e doação

A tristeza com alegria

E a trégua acontece

Estabelece-se paz

E você começa, então, a caminhada consciente!

 

 

06jul/16

Tramas

As linhas que se cruzam,

se entrelaçam, se embaraçam, e

vão formando o tecido da existência de cada um.

Cada pedaço, ali depositado, representa as escolhas passadas e presentes,

criando o futuro, num ato contínuo e permanente,

sem que se deem conta da repercussão que poderá causar na vida da criatura.

Algumas vezes, as linhas bem tecidas, não suportam o peso excessivo das emoções

e pensamentos desorientados e se rompem, mergulhando o ser no estágio mais difícil,  a depressão.

Novas conexões terão que ser criadas,  novos caminhos esboçados, reparando, reconstruindo…recomeçando…

Quando um dia mais amadurecidos,  conseguiremos apreciar a riqueza e a beleza na construção desse tecido, que é a autentica representação da nossa história.

Que possamos tecer com mais discernimento, gratidão, alegria cada capítulo da nossa vida,

para desfrutarmos da serenidade de um final feliz!

Psicografia Ieda – 06.07.16