O Limiar

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someonePrint this page

Uma linha tênue separa duas faixas, uma delas representa a vida carnal e a outra a espiritual.

Embora estejamos sujeitos ao tempo, é inevitável mudar de faixa que implica numa decisão inabalável e a certeza de que nada mudou, mas é preciso seguir e descobrir o que há além da linha.

O temor  e o apego leva as pessoas a ficarem na linha de transição sem poder agir em nenhuma das faixas, isso gera estagnação, paralisação.

Reflitamos sobre isso diariamente para que a qualquer momento possamos ultrapassar com facilidade esse limite e nos adiantar no tempo que é relativamente pequeno e assim perder oportunidade de ação e realização (Ieda Garcia)

Comente:

Deixe uma resposta