Tratamento Psicoterápico

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someonePrint this page

As várias fases do desenvolvimento do indivíduo apresentam certas dificuldades próprias de cada período.

Na primeira infância: aprender a andar, comer com as próprias mãos, controlar os esfíncteres.

Segunda infância: socialização, escola, contato com emoções básicas.

Puberdade: descoberta do corpo, despertar da sexualidade, percepção das emoções.

Adolescência: primeiros questionamentos, rebeldia, conflito de emoções.

Mocidade: Auto afirmação, vocação, princípio do raciocínio lógico.

Idade Adulta: Escolha profissional, relacionamento afetivo, estabilidade financeira, projetos imediatos.

Adulto Maduro: Revisão das escolhas, mudanças, projetos futuros.

Terceira Idade: Realizações, frustrações, perdas.

Quarta Idade: lidar com as limitações, medo, inadequação.

Nos vários estágios e transições em que todos, inevitavelmente, passam, ficam os registros emocionais somatizados na forma de doenças, que eclodem em determinado momento de crise. Estes conteúdos são evocados e geram todo tipo de desequilíbrio mental, emocional e físico.

A psicoterapia chega para proporcionar ao indivíduo a possibilidade de rever esses conteúdos e fazer uma nova leitura das situações vividas e assim ter um novo posicionamento pela clareza com que os fatos se reapresentam.

Este mecanismo leva a liberação de sentimentos e emoções cristalizadas permitindo uma limpeza interna e assim a possibilidade de melhores escolhas e decisões que significarão a libertação de memórias (morbos psíquicos) e a dissolução de velhos padrões iniciando um novo ciclo. Uma postura mais consciente que reposicionam a pessoa na vida com mais maturidade e segurança.

Ieda Garcia

Comente:

Deixe uma resposta