Namastê

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someonePrint this page

Namaste

Deus está dentro de mim dentro de você também. Está em todos, assim, sem esquecer de ninguém.
Por isso, ao receber alguém que o vem visitar, não esqueça de dizer O que vou recomendar: “Namastê”!, diga à visita, para significar: “O Deus que em mim habita, o Deus em ti quer saudar”
(extraído do livro Rata Yoga – Maria Celeste de Castilho e E.A. Bomfim)

A palavra Namastê é uma saudação em sânscrito que literalmente significa “Curvo-me perante a ti”.
É a forma mais digna de cumprimento de um ser humano para outro.
Expressa um grande sentimento de respeito. Invoca a percepção de que todos nós compartilhamos da mesma essência, da mesma energia, do mesmo universo.
Namastê possui uma força pacificadora muito intensa. Em síntese é “Saúdo a você, de coração”!

E deve ser retribuído com o mesmo cumprimento.
O Deus que habita em mim saúda o Deus que habita em você.
O Deus que há em mim saúda o Deus que há em ti.
O Espírito em mim reconhece o mesmo Espírito em você.
A minha essência saúda a sua essência.

Conhecido pelos budistas como Anjali Mudra, consiste no simples ato de pressionar as palmas das mãos ante o coração e os dedos apontando para cima, no centro do peito.
Inclina-se levemente a cabeça sem ser acompanhado de palavras.
As pessoas que trocam indiferença, desconfiança ou ódio são pessoas que esqueceram que Deus habita cada ser.

Os cinco dedos da mão esquerda representam os cinco sentidos do coração, enquanto os dedos da mão direita representam os cinco órgãos da razão. Significa então que a mente e coração devem estar em harmonia para que nosso pensar e agir estejam de acordo com a verdade.

Também é um reconhecimento da dualidade que existe no mundo simbolizando a união das polaridades, esquerda e direita, bem e mal e sugere um esforço de nossa parte para manter essas duas forças unidas e em equilíbrio.
Namastê traz o sagrado para dentro de cada ser humano afirmando que Deus não está no céu, num templo ou mesmo na natureza.

Ao fazer o Namastê afirmamos que todos somos filhos e parte do sagrado, indissociáveis e iguais.

Namastê!!
Autor desconhecidotexto recebido via internet.

Comente:

Deixe uma resposta