Satya (verdade)

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someonePrint this page

Satya do radical em sânscrito, SAT= aquilo que é.

Satya é uma palavra em sânscrito que se traduz ao português como “verdade” ou “correto”. É uma expressão de poder devido a sua pureza e significado. Tornou-se o emblema de muitos dos movimentos sociais pacíficos, particularmente aqueles centrados na justiça social, ambientalismo e vegetarianismo.

“O amor e a verdade estão tão unidos entre si que é praticamente impossível separá-los. São como duas faces da mesma medalha.” -Mahatma Gandhi-

Segundo as palavras de Gandhi, “A verdade é Deus e Deus é a verdade”. Mas muitas vezes nos deparamos com conflitos internos com relação à verdade. Ser verdadeiro é a regra mais elevada de conduta ou moralidade do ser humano.

A pratica da Verdade é; autenticidade, sinceridade, simplicidade, conscientização, imparcialidade, saber ouvir. Resumindo em poucas palavras :

Satya é a verdade que consiste em estar de acordo com nossos pensamentos, sentimentos, palavras e ações. Ser verdadeiro em relação a si mesmo e ao próximo é um dever do Yogue consciente.

A mentira o oposto da verdade. O que é mentir= fugir, falsear, fingir, não admitir, enganar, omitir, disfarçar, maliciar.

Verdade também é = não aumentar ou diminuir os fatos, não falsear nada, contar o fato como ele é.

Não mentir , vivendo a honestidade e a sinceridade a todo instante, assumir a verdade é sofrer as conseqüências. Mas pensemos na verdade de uma forma mais ampliada, pensemos em coisas verdadeiras e falemos de coisas verdadeiras. Praticando Ahimsá, ou seja, se basearmos nossos pensamentos, sentimentos e palavras no amor, acabamos por praticar Satya. Também Satya pressupõe a veracidade dos pensamentos, sentimentos e atitudes.

Com relação à palavra, há quatro pecados da língua: abuso e obscenidade; afirmar falsidades; caluniar ou fazer intrigas e, por último…

Para ler a palestra completa por favor baixe o anexo: Satya-verdade

Comente:

Deixe uma resposta